Romário Araújo celebra 30 anos de puro Samba

José Norberto de Jesus*

Recebi do produtor artístico, Samuel Alves, este material do Romário Araújo, cantor novaerense, que adotou Itabira para viver de seu talento musical. Aqui, em Itabira, ele forjou o seu talento artístico para ganhar o mundo. Crooner de uma voz singular, ele é daqueles cantores que cantam pelo simples prazer de cantar, um sambista nato, que interpreta autores dos mais variados estilos de nossa música popular brasileira.

As canções em sua voz ganham uma sonoridade toda especial, atingindo um potencial melódico que o tem caracterizado como um de nossos maiores intérpretes da música pela forma e estilo durante a sua apresentação pelos vários locais artísticos na região. Acostumado a interpretar os maiores artistas da atualidade, no seu seleto repertório traz composições de artistas renomados no país, sem nada a dever aos daqui.

Dentre as composições escolhidas para fazer parte de seu show estão as composições de compositores itabiranos, como o Trem que leva Minas, de Newton Baiandeira (em memória), e Nativa Latina, de Genésio Reis.

Um pouco de história

A história musical de Romário Araújo é longa e remonta desde a formação do grupo de samba itabirano A Força do Samba, formado em sua maioria por sambistas da ala de percussionistas da escola de samba Gente Humilde, do grande mestre Tobias, filho de Samélia, matriarca do samba do Capim cheiroso.

No grupo tornou-se um dos principais intérpretes, que rodou Minas Gerais, entre outros estados. Com o grupo novas portas foram abertas e novas perspectivas profissionais surgiram.

O sucesso bateu a porta, mas não foi com o grupo que o artista emplacou a sua voz.

Com o fim do grupo, Romário arriscou a carreira solo, apresentou por bares de Itabira e região, casou-se e mudou para Belo Horizonte, onde reside. Mas não perdeu a referência de Itabira. É na cidade drummondiana que ele escolheu para celebrar os seus 50 anos de nascimento e mais de 30 anos de carreira, como artista brasileiro da melhor qualidade que Minas está habituada a produzir.

O show

O local escolhido para celebrar essa data para lá de especial será no salão do Clube da Ativa, no dia  30 de abril, segunda-feira, às 21 horas. Para o espetáculo, ele convida a todos para participar, prometendo revisitar os antigos bambas do samba aos contemporâneos,passando pelos compositores itabiranos.

*José Norberto de Jesus é produtor cultural

Fonte: Vila da Utopia

comentários