Deputado Nozinho aciona Justiça contra relato falso de fraude no Facebook

O deputado Raimundo Nonato Barcelos (Nozinho, do PDT), representado pelo escritório do advogado Sérgio Santos Rodrigues, tomou as providências necessárias para acionar a Justiça nas esferas cível e criminal contra Antônio Carlos Gonçalves (Toninho), internauta que postou no Facebook um relato falso de fraudes contendo inúmeras acusações infundadas contra o parlamentar durante seu mandato como prefeito de São Gonçalo do Rio Abaixo.

Nozinho (deputado estadual PDT/MG)

Nozinho já reuniu toda documentação necessária para instruir as ações e está absolutamente tranquilo com relação ao exposto pelo internauta, que o deputado mal conhece pessoalmente. “Meu maior patrimônio político em vários anos de vida pública é a credibilidade, a ausência de processos e a avaliação positiva que tive em meus mandatos, o que acabou me conduzindo com expressiva votação à Assembleia Legislativa de Minas Gerais”, afirmou o Deputado.

Nozinho (deputado estadual PDT/MG)

Nozinho disse ainda que “quem não deve, não teme. Por isso eu mesmo fiz questão de acionar a Justiça, foro adequado para debater com pessoas que não tem o compromisso com a verdade e que abusam das redes sociais por razões políticas, o que é lamentável”.

Essas e outras acusações anteriores são tão absurdas que chegam a dizer que o Deputado votou projetos de uma forma quando, na verdade, o fez de outra, como pode ser facilmente pesquisado. Por exemplo, acusou-se Nozinho de votar a favor do projeto que criou o auxílio moradia para os deputados e recebeu o benefício mesmo tendo moradia na capital, quando, na realidade, ele votou contra e jamais recebeu o auxílio.

Sobre a questão, arrematou o Deputado: “Sou totalmente aberto a críticas e tenho consciência sobre a necessária avaliação pública do trabalho de todos os agentes políticos, mas os mal intencionados ou mentirosos terão que se explicar à Justiça. Meu compromisso é com a verdade e com o trabalho sério, honrando todos aqueles que confiam em mim”.

Além das ações cível e criminal contra o internauta, Nozinho solicitou avaliação de responsabilidade nos compartilhamentos e contratou, também, o trabalho de uma equipe de monitoramento das redes sociais para acompanhar todas as manifestações envolvendo seu nome.

comentários