Implantação de radioterapia no HNSD passa pela fase técnica

A implantação do sistema de radioterapia no Hospital Nossa Senhora das Dores (HNSD) passou por sua terceira fase, no que diz respeito aos detalhes técnicos da execução do projeto. Recém chegado de uma reunião em Brasília, na sede do Ministério da Saúde, o provedor da instituição, Vaquimar José Vaz, confirmou a aptidão do hospital para ser contemplado com a obra.

Segundo ele, sua ida à Brasília teve como principal objetivo apresentar os documentos exigidos pelo Governo Federal nesta fase do processo. A direção do HNSD precisou comprovar a capacidade de abrigar todo o sistema, que por necessitar de um acelerador linear, exige um espaço adequado, condições, que segundo Vaquimar Vaz “foi comprovada que o Nossa Senhora das Dores possui”.

A reunião em Brasília, realizada última quarta-feira (18) contou com a presença de técnicos do Ministério da Saúde e também da empresa que desenvolverá o projeto.

“O Ministério da Saúde exige várias documentações e nesta última reunião nós levamos documentos pertinentes à área de construção, estudo de solo, documentação de levantamento topográfico do terreno. A empresa é muito detalhista, eles nos cobram até o que tem neste subsolo. Lá na reunião nos falaram que se tiver alguma coisa que impeça o desenvolvimento de uma obra normal no subsolo, onde será construído este banker, a responsabilidade de preparação deste solo passa a ser da instituição”, explicou o provedor.

Dos 16 hospitais brasileiros escolhidos pelo Ministério da Saúde para receberem o sistema de tratamento oncológico por meio da radioterapia, somente 10 passaram por esta etapa de avaliação técnica. A partir deste momento, segundo explicou o provedor, o HNSD receberá nos próximos dias a visita dos técnicos responsáveis pela execução do projeto, para vistoria da área onde será construída o acelerador linear.

“Já passamos da terceira fase da parte técnica, agora, vamos aguardar uma programação do Ministério da Saúde para vir aqui. Eles virão, para ver o terreno e começarem a desenvolver o projeto. O Ministério da Saúde disse que dará uma resposta até a semana que vem de quando os técnicos estarão aqui no hospital para a avaliação”, disse o provedor.

Com o fim das análises técnicas e a visita dos representantes do Ministério da Saúde, a previsão de início das obras é de julho a agosto do ano que vem. Por se tratar de uma construção que utiliza energia nuclear, o processo de implantação tende a ser mais burocrático.

“É uma obra muito complexa, depende de liberação da CNEN que é a Comissão Nacional de Energia Nuclear que é responsável pela liberação dos projetos que envolvem energia nuclear. Em conversa com os técnicos, passando essa fase onde mandamos toda a documentação, vamos assinar definitivamente o termo de adesão [ao programa] que vem por meio eletrônico e até na semana que vem chega. Segundo foi nos dito, até o mês de julho ou agosto de 2019 começa efetivamente a obra”, destacou o provedor.

 

Equipe técnica começa a ser treinada

A capacitação da equipe técnica que prestará o serviço de radiologia no HNSD já está em andamento. De acordo com Fernanda Mara Bottecchia, gerente assistencial, ao todo são cinco profissionais realizando o curso de capacitação em Radioterapia na cidade de Fortaleza (CE), pela Fundação Oswaldo Cruz. Todo o processo, disse ela, está sendo custeado pelo Ministério da Saúde.

“O curso tem duração de 6 meses. Fechamos também uma parceria com a Santa Casa de Belo Horizonte e em 2019 os técnicos farão o estágio na instituição que também é filantrópica, com o mesmo espírito e valores de nossa instituição. Lembrando que a Santa Casa trabalha com Radioterapia há mais de 50 anos e é uma instituição referência neste tipo de tratamento. Todos os esforços estão sendo feitos pela administração para que o serviço seja implementado com qualidade e segurança para os pacientes”, relatou a gerente assistencial do HNSD.

comentários