Audiência na ALMG reforça luta contra municipalização de escolas estaduais

Fabriciano – A possibilidade de municipalização de duas escolas estaduais em Coronel Fabriciano será pauta de uma audiência pública da Comissão de Educação da Assembleia Legislativa, em Belo Horizonte, nesta quinta-feira (26), às 15 horas. As escolas em questão são a Dr. Querubino, do bairro dos Professores, e a Tancredo Neves, do bairro São Domingos.

A informação foi repassada ontem pelo vereador Marcos da Luz (PT), que está apoiando a mobilização dos dirigentes locais do Sind-UTE contrária à política de municipalização de escolas estaduais, sob a liderança da professora Conceição Monteiro, por entender que a proposta é nefasta para o conjunto da população.

Para ele, “o interesse do governo do Estado nas municipalizações é colocar em prática o tal regime de recuperação fiscal, arrochando os municípios e comprometendo a qualidade da educação”, denuncia, lembrando ainda dos problemas com fusão de turmas e negativas de matrículas na rede estadual.

“Municipalizar as escolas estaduais Dr. Querubino e Tancredo Neves será extremamente danoso para a qualidade da Educação, o processo de ensino-aprendizagem e a formação de nossas crianças. Não se corta gastos com a retirada de direitos sociais básicos do povo, como a Educação, previsto no artigo 6º da Constituição Federal”, enfatiza Marcos da Luz.

A audiência é de iniciativa da deputada Beatriz Cerqueira (PT), presidente da Comissão da Educação da Assembleia. Ela tem demonstrado preocupação com o processo de municipalização das escolas estaduais, promovido pela Secretaria de Estado de Educação: “essa medida do governo Zema está sendo tomada sem qualquer consulta com a comunidade escolar”. “Parece-me que a gestão quer se desresponsabilizar da sua obrigação com a rede estadual de ensino”, enfatiza.

comentários