Bairros atendidos pela ETA Pureza têm abastecimento comprometido

O Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) de Itabira comunica que, neste sábado (14), os bairros atendidos pela Estação de Tratamento de Água (ETA) Pureza estão com o abastecimento comprometido devido à falta de água bruta no local. A autarquia ressalta que está realizando manobras entre os bairros abastecidos para distribuir a pouca quantidade de água que está no reservatório. Assim, os seguintes bairros estão com o registro fechado: Santa Tereza, Clóvis Alvim, Jardim dos Ipês, Bethânia, Hamilton, CDI e Água Fresca (parte alta).

“A operação de manobra abrange a todos os bairros. Ora um, ora outro bairro terá seu abastecimento interrompido em função do bem da coletividade”, explicou o diretor-presidente do Saae, Leonardo Ferreira Lopes.
Para minimizar os transtornos, a autarquia executa uma operação de reforço dos mananciais com um grupo de geradores a diesel e motobomba nas ETAs Gatos e Pureza. “A situação da ETA Gatos, infelizmente, não difere da Pureza. O problema é que não temos chuvas significativas em Itabira desde maio”, disse Leonardo Lopes. No entanto, a meteorologia prevê chuvas apenas após a segunda quinzena de outubro.
A ETA Gatos abastece os bairros Bela Vista, Campestre, Eldorado, Jardim das Oliveiras, Nova Vista, Pedreira, Penha, Santo Antônio, São Francisco, São Pedro, Vila Cisne, Vila Paciência, Cento e Cinco, Cidade Nova e Santa Inês.
Já a ETA Pureza é responsável pela distribuição de água nos seguintes bairros: Abóboras, Água Fresca, Amazonas, Areão, Bálsamos, Bálsamos II, Barreiro, Bethânia, CDI, CDI II, Colina da Praia, Conceição de Cima, Conceição de Baixo, Cônego Guilhermino, Esplanada da Estação, Fênix, Gabiroba, Hamilton, Hamilton II, Jardim dos Ipês, João XXIII, Juca Batista, Juca Rosa, Machado, Madre Maria de Jesus, Major Lage de Baixo, Major Lage de Cima, Monsenhor José Lopes, Novo Amazonas, Panorama, Posto Agropecuário, Praia, Ribeira de Baixo, Ribeira de Cima, Santa Marta, Santa Ruth, Santa Tereza, São Bento, São Cristóvão, São Marcos, Valença, Vila Senhora do Carmo, Vila Piedade, Vila Piedade, Vila Prudêncio, Vila Salica, Vila Santa Rosa, Vila São Geraldo e Vista Alegre.
O Saae orienta aos usuários que mantenham os reservatórios cheios e utilizem a água de maneira racional e consciente, evitando assim mais transtornos.
Em tempo
A estiagem provocou, mais uma vez, falta d’água em diversos bairros da cidade. O sistema de abastecimento sofre com a escassez e o reflexo é nível baixo em todos os 60 reservatórios.
Enquanto as chuvas não chegam, o Saae trabalha com medidas paliativas para minimizar o problema, aliadas ao uso consciente. “A cidade inteira está sem água e não tem outro caminho a não ser economizar. O que o Saae pode fazer e faz é trabalhar com dois reforços na captação, um na ETA Gatos e outro na Pureza. Colocamos geradores a diesel com motobombas grandes em outros ribeirões, que normalmente não usamos, para tirar água e abastecer as ETAs. Fora isso, contamos com a chuva e o uso moderado”, reforçou Leonardo Lopes.

comentários