Cartilha de uso do teatro

Por Mauro Andrade Moura

 

Outro dia, ao ir ao teatro de Itabira, tive a grata surpresa de receber a cartilha de uso do teatro, que nos apresenta condições básicas para o bom uso do teatro, a seguir:

 

-chegue sempre antes do início dos espetáculos, respeitando os artistas, a produção e a plateia que cega antecipadamente;

-entre e permaneça em silêncio, sem correria e sente-se em apenas uma poltrona;

-fique atento! Após o terceiro sinal sonoro o teatro será fechado e não será permitida a entrada para evitar problemas técnicos;

-proibida a entrada de alimentos e bebidas no teatro;

-não jogue chiclete (goma de mascar) no chão e nem a pregue nas cadeiras do teatro;

-no teatro, desligue o celular e qualquer outro aparelho eletrônico;

-sente-se corretamente sem colocar os pés sobre as poltronas da frente;

-respeite o artista fazendo silêncio durante sua apresentação – aplausos somente no final do espetáculo ou no intervalo de atos musicais.

-no final do espetáculo, utilize as saídas laterais do palco;

-uso do flash (luz artificial) e /ou aparelhos celulares para fotografar durante os espetáculos somente com autorização prévia.

 

Pois bem, nestes tempos atuais, já na segunda década do século XXI, percebo que a banalidade toma conta de nosso dia a dia e não somente nas ruas ter de ficar escutando o barulho de vários automóveis que circulam com o volume de seus aparelhos de som em excesso, chegamos ao ponto da necessidade de uma cartilha explanando como o nosso teatro deve ser utilizado pela plateia.

 

Quando lá atuava com a produção de várias peças teatrais e apresentação de dança, lá se vão trinta anos, não necessitávamos dizer às pessoas que boas maneiras traz-se de casa e simplesmente fazia-se o uso da casa conforme sempre deve ser.

 

Já houve casos de meninos ficarem a pular nas cadeiras ao ritmo das músicas, bem como marmanjos da faculdade de turismo transformar o teatro em salão de baile de carnaval. Coisas impensáveis a um espaço público como aquele.

 

A iniciativa da administração do Teatro Municipal de Itabira é bem vinda, as pessoas que lá vão começam a entender a mensagem e espero ver aquela casa em bom estado nos próximos trinta anos.

comentários