Comunidade cobra mais ação

Nivaldo Ferreira dos Santos*

No dia 1º de setembro a Interassociação dos Amigos dos Bairros de Itabira realizou sua reunião mensal com os representantes de associações de moradores, conselhos municipais e outras entidades. As lideranças comunitárias presentes trouxeram diversos assuntos, comentando suas realizações e dificuldades – Confiram a seguir:

* Geraldo Martins destacou a importância de todos se organizarem para participar da Conferência Municipal de Assistência Social, realizada no dia 11 de setembro, na Fundação Comunitária de Ensino Superior de Itabira – Funcesi, que teve como tema: “Assistência Social: direito do povo, com financiamento público e participação social”;

* Joaquim Ventura, da Associação dos Amigos dos Bairros Chacrinha, Moinho Velho e Boa Vista, comentou sobre as dificuldades para manter a documentação da entidade atualizada – ele informou que a entidade trocou recentemente o escritório de contabilidade que acompanha as atividades da entidade, porque “a contabilidade anterior não orientou da forma correta e a associação e foi multada em mais de R$ 2.500,00”;

* Raimundo Nonato, da Associação dos Amigos do Bairro Betânia, disse que os moradores da comunidade, de uma maneira geral, participam muito pouco das atividades da associação e a diretoria da entidade tem se desdobrado para dar vazão ao grande número de demandas e às cobranças por parte da comunidade;

* Zacarias, morador do bairro Praia e integrante do Conselho Fiscal da Interassociação, falou sobre a pouca atuação da Prefeitura em problemas do dia-a-dia das comunidades, citando os muitos buracos existentes nas ruas em toda a cidade e destacando um buraco que está aberto há vários meses na Travessa João Camilo de Oliveira Torres;

* Maria Alice, da Associação dos Amigos do Bairro Pedreira, comentou sobre o Projeto de Economia Solidária, que está sendo realizado em parceria com grupos de trabalho da Unifei –Itabira e com as “Brigadas Populares”, e informou que a comunidade está organizando para breve uma Feira de produtos e empresas do Bairro Pedreira;

* Raimundo, da Associação dos Amigos das Vilas Unidas está completando o telhado e fazendo outros serviços de manutenção no prédio sede de manutenção no local;

* José Norberto de Jesus, falou sobre a dificuldade de manter em funcionamento o Conselho Municipal de Esportes e sobre a Conferência Municipal de Cultura, realizada no final do mês de agosto, na qual um dos principais temas discutidos foi o Plano Decenal de Cultura, que infelizmente só tem em andamento 17 de suas 88 metas… Ele falou também sobre as comemorações do Centenário do ex-prefeito de Itabira, Luiz Menezes, que ocorrerão no mês de outubro;

* Francisco Carlos da Silva, presidente do Conselho Municipal de Transporte e Trânsito, comentou sobre as cobranças do Ministério Público em relação à regulamentação dos serviços de motofrete, mototaxi e taxi, que já vêm ocorrendo há vários anos, e falou que as discussões a esse respeito já foram realizadas no Conselho e agora estão tramitando na Câmara Municipal, estando prevista inclusive a realização de uma audiência pública, cuja data ainda será marcada;

* Jovelindo Oliveira, da Associação dos Amigos do Bairro Nossa Senhora das Oliveiras, comentou sobre a dificuldade de conseguir candidatos interessados em participar da eleição da associação e também sobre as atividades realizadas na entidade, como aulas de dança e violão.

* A presidente da Interassociação, o presidente do Conselho Fiscal e outros diretores comentaram sobre a situação financeira da Interassociação e também sobre as atividades em andamento na sede da entidade, além da expectativa pela realização de atividades de capacitação das lideranças comunitárias, que estão sendo organizadas em parceria com a Funcesi e o Observatório Social de Itabira – em breve teremos mais novidades… Aguardem!

Para saber mais entrem em contato com a diretoria da Interassociação pelo telefone 3834-0874 e participem das atividades da Interassociação e das associações de moradores de bairro ou comunidade rural. Até a próxima!

 

AUDIÊNCIAS PÚBLICAS PENDENTES

Nos últimos meses a Câmara Municipal de Itabira aprovou a realização de audiências públicas sobre vários temas – e realmente realizou algumas dessas audiências. Mas há dois casos nos quais, infelizmente, a aprovação serviu apenas para criar expectativas na comunidade e as audiências públicas ainda não foram realizadas:

* A primeira dessas audiências públicas pendentes, cuja realização foi aprovada em 12 de fevereiro de 2019 com previsão de ocorrer até sessenta (60) dias depois, seria para “discutir a situação das barragens em Itabira”, conforme informações disponíveis no sítio eletrônico da Câmara Municipal de Itabira (www.itabira.cam.mg.gov.br);

* A outra audiência pública pendente teve sua realização aprovada em 23 de julho de 2019 e até o momento também não foi divulgada uma data para sua realização – o tema seria “o futuro de Itabira após a exaustão mineral” e os debates e decisões sobre este tema são vistos como urgentes por grande parte da comunidade itabirana, uma vez que a mineradora Vale S/A divulgou em meados de 2018, através de um relatório disponibilizado para o mercado financeiro internacional, que a exaustão das minas de Itabira estaria prevista para ocorrer em 2028, ou seja: em menos de 10 (dez) anos.

Até quando a comunidade vai ficar esperando? E o que realmente será feito a esse respeito?

* Nivaldo Ferreira dos Santos é Mestre em Administração Pública, Professor, Líder Comunitário e Servidor Público

comentários