Estudante desaparecida em Itabira retorna para casa

11041203_537949326370782_6238619000366545911_n-4064944A estudante Kimberly de Amorim Almeida, de 17 anos, que estava desaparecida há onze dias, procurou pela família e voltou em casa.

O reencontro aconteceu no final da tarde desta quinta-feira (03), quando a adolescente entrou em contato com a mãe pedindo para encontrá-la.

Kimberly desapareceu na manhã do dia 23 de novembro, após ter sido deixada pelo pai na escola em que estudava, em Itabira, Minas Gerais.

Informações levantadas pela família e pela polícia deram conta de que a jovem fugiu da cidade de trem e desembarcou na Estação Pedro Nolasco, em Cariacica, localizada na Região Metropolitana do Espírito Santo.

A adolescente teria vindo para o Estado encontrar com um casal de hippies que conheceu na porta da escola, ainda em Itabira.

Segundo os pais, a dupla estaria aliciando menores na porta da escola e, por esse motivo, a adolescente teria fugido.

Segundo o pai de Kimberly, Luciano de Oliveira Almeida, provavelmente os hippies viram a repercussão que teve o desaparecimento da menina e, por medo, pediram que ela voltasse para casa.

“Ela é menor de idade e eles sabiam que, se a polícia a encontrasse, encontraria eles também. A minha filha se entregou mas eu quero que a polícia continue procurando essas pessoas. Elas são responsáveis pelo que aconteceu e o que eles fizeram é crime”, declarou Luciano.
 
Kimberly ainda não contou para família o que aconteceu no período em que esteve desaparecida. Segundo a mãe, Andreia Christina de Amorim, a filha está monossilábica e aparenta estar deprimida.
 

“Ela ainda não disse nada. Estamos conversando com calma para saber o que aconteceu e depois vou apresentá-la à delegacia para esclarecer tudo”, informou Andreia.

Pelo Facebook, a mãe de Kimberly comemorou o retorno da filha. Ela agradeceu a mobilização feita por amigos, parentes e desconhecidos na internet e disse que vai conversar com a jovem para saber o que aconteceu.

12336068_1128708457154352_362433677_n

Com informações GazetaOnline

comentários