EVANGÉLICOS REIVIDICAM “COTA” DE SHOWS NA EXPOITA

AlmirEstá matéria que circulou no dia 15/07/2005, na edição nº 3036, do Diário de Itabira, que falava sobre a possibilidade de separar um dia da EXPOITA- Exposição Agropecuária  realizadas no município, para atrações evangélicas (Gospel), toda articulação para que isso acontecesse partiu  na época a Secretária do Conselho Municipal de Pastores e Ministros  Evangélicos de Itabira – COMPMEI, Isabel Martins (Bel), e eu ajudando na assessoria, conforme matéria de primeira página  do  Diário,  Bel fala do projeto : Ela explicou que o objetivo do projeto, além de propagar o evangelho é “retirar os jovens das ruas, a partir da oferta de uma programação saudável ”.”Enquanto o jovem estiver ali [no parque de exposições]assistindo um show de banda evangélica, ele não estará envolvendo com drogas, bebidas e outros atos que atentem contra a vida”, justificou ela, acrescentando que mensagens passadas pelos cantores deste tipo de música são fundamentadas na prática do cristianismo. Embora os shows estejam voltados à comunidade evangélica , Izabel Martins garantiu que a preocupação maior é mesmo o jovem, visando atrair principalmente aqueles que ainda não conhecem o Evangelho.” Queremos um espaço para conquistar o jovem para falar do Senhor Jesus para eles e mostrar que é possível se divertir, sem o uso de entorpecentes  ou se envolvendo com prostituição entre outros…”, ressaltou.

Ao encaminhar projeto lei na Câmara Municipal dirigindo-se ao local não tínhamos representante evangélico eleito, mas nos reunimos com o ex- Vereador Neidson Dias  Freitas(PP) então 2º Secretário, que de imediato propôs nos ajudar nesta causa após colocar as reivindicações na pauta, foi elaborado pela sua assessoria o projeto lei: nº 047/2005 que no Artigo 1º: “Nos eventos culturais e de lazer patrocinados, subsidiados  ou apoiado pelo Poder Público Municipal com apresentações musicais com público total previsto superior a 10.000(dez mil)pessoas e a realizarem-se em mais de um dia, o primeiro dia será reservado ao gênero “Gospel”., para ser votado em reunião da Câmara, que por unanimidade passou sem restrições.

Depois de passar 10 anos vejo no meio evangélico e também Vereadores eleitos neste mandato atual  dizendo ser o autor deste projeto lei, não sei o motivo ou interesse político de vangloriar falando ser responsável por tal reivindicação, é claro que dependia do então Prefeito João Izael sancionar a lei mas a história começou ali e temos respeitar o empenho de quem realmente lutou por esta causa, e devemos lembrar do Senhor Jesus(Senhor dos Exércitos, A Rocha, O Leão da Tribo de Judá, Advogado, A Estrela da Manhã etc…) que Ele é o único digno de honra e glória.

Clique aqui para ver o Projeto de Lei enviado à Câmara Municipal

por  Almir Lott Duarte

comentários