Exposição “Sá Maria, fragmentos” encerrou-se no último dia 8 agosto, sábado, no Museu do Tropeiro, em Ipoema

 

A exposição “Sá Maria, fragmentos” baseada na obra do poeta, escritor e romancista Carlos Drummond de Andrade encerrou-se neste sábado, no Museu do Tropeiro, no distrito de Ipoema. A Mostra cumpre mais uma etapa do ciclo de visitas pelo município de Itabira. O próximo local dentro do circuito de itinerância é o Salão de Eventos do Centro de Tradições do Carmo. A abertura acontecerá no dia 11 de agosto às 10h30 com participação de estudantes e membros da comunidade, ficando aberta ao público até o dia 21 de agosto.

O distrito de Senhora do Carmo é a região onde nasceu Maria Fernandes da Silva – Sá Maria, a Babá de Drummond. Mais precisamente na comunidade do Cutucum, Itabira/ MG, tornando-se um atrativo a mais para os adeptos da boa literatura. 

A Mostra inspirada nos poemas citados pelo ´poeta´, faz referência a sua babá Sá Maria, por quem Drummond nutria um carinho muito especial. Oito poemas compõem a coletânea selecionada para a exposição, sendo:

– Infância, Cuidado, Mancha, Anjo Guerrero, Outubro 1930, Negra, Agritortura e Os Pobres. Todos os poemas foram bordados pelo grupo de bordadeiras do Museu do Tropeiro. Ressalta-se, neste caso, a tessitura da obra, que retrata a profundidade crítica e reflexiva de cada poema escolhido e lapidado para compor a exposição.

Um documento historiográfico instigante capaz de ampliar e misturar o papel do negro neste universo do povo brasileiro em preto e branco. Ou, quem sabe, de um ´anjo preto´ que pairou nos ares itabiranos, a chamar a atenção dos adeptos da literatura brasileira sobre essa relação harmônica amortecida entre o poeta Drummond e Sá Maria.

Vale lembrar, que o início deste trabalho teve a participação da professora de História Dadá Lacerda, durante o curso do Museu de Território Caminhos Drummondianos, ministrado por ela, anteriormente. Agradecemos também sua dedicação ao intermediar os contatos iniciais com o Pedro Graña para a realização da exposição.

Ressaltamos ainda, a colaboração de Solange Duarte Alvarenga, que abraçou o projeto juntamente com Eva Gonzaga, Coordenadora do Memorial Carlos Drummond de Andrade, Fernando Barbosa e Silva, Curador da exposição, que a agência de eventos está cuidando dos detalhes da produção artística da exposição.

Diga-se de passagem, que a exposição “Sá Maria, Fragmentos” contribui abrindo mais uma janela para este novo despertar poético, que certamente,  valerá a pena a comunidade itabirana visitar o distrito de Senhora do Carmo e ser agraciado com essa bela mostra.

Serviço
Exposição “Sá Maria, fragmentos”

Local: Salão de Eventos do Centro de Tradições do Carmo
Período: 11 a 21 de agosto

Horário de visitação: De segunda às sexta, de  9h às 16 horas
Acesso: gratuito.

por José Norberto

comentários