Facebook pagava pessoas para ouvir e transcrever conversas de usuários

Empresa diz que interrompeu a prática após outras empresas de tecnologia serem criticadas por problemas similares

Nas últimas semanas, começaram a surgir relatos de que empresas de tecnologia como Apple, Google e Amazon estavam colocando seres humanos reais para ouvir comandos de voz dados às suas assistentes virtuais como forma de aprimorar a capacidade da inteligência artificial. Agora é a vez do Facebook: a empresa confirmou que pagava pessoas para ouvir e transcrever o áudio dos usuários.

A denúncia publicada pela Bloomberg partiu de alguns dos próprios contratados para a tarefa, que afirmam não saber a origem das gravações, nem o motivo pelos quais o Facebook quer transcrevê-las. Eles afirmam que, em alguns dos casos, o conteúdo a ser transcrito chega a ser bastante vulgar.

comentários