Museu do Tropeiro recebe a exposição Sá Maria “Fragmentos”

No distrito de Ipoema, um “anjo preto” identifica-se com sua origem

O Birô Cultural inaugura na próxima quarta-feira, (8), no Museu do Tropeiro, a Exposição Sá Maria, fragmentos.  A mostra traz um conjunto de poemas extraídos da obra do poeta Carlos Drummond de Andrade, que ressalta a sua relação carinhosa com a babá Sá Maria, a quem ele nutria enorme simpatia. A Mostra será exposta do dia 08 a 08 de agosto, em horários comerciais, com abertura prevista para as 20 horas.

A viagem   pelos quadros poéticos bordados pelas bordadeiras do Grupo de Bordados do Museu do Tropeiro, percebe-se as marcas vivas na história de vida da serviçal Sá Maria. Mulher, parteira, babá, governanta, entre outras funções que uma mulher pode ocupar, em tempos de vida em que predominava o escravagismo. 

Mais tarde, a poesia drummondiana deixaria marcas vivas na história de vida de Sá Maria. Vários são os momentos que retratam a harmonia e a história expressada pelo poeta. Uma relação recheada de momentos, cuja cumplicidade encobriria as saídas furtivas dos filhos, em meio a outras peraltices, encobrindo-os até de possíveis reprimendas. Essa e outras experiências vivenciadas na obra, que denota o carinho do garoto ´Carlito´ pela sua babá.

A mostra ´Sá Maria, fragmentos trata-se de uma atividade cultural afetiva e sensível, que se estabelece no contexto literário, buscando uma leitura capaz de expressar toda afinidade do poeta pela sua babá, que o Birô Cultural apresenta ao público e a comunidade ipoemense.  E vai além. A exposição inspira uma discussão mais aprofundada, crítica e reflexiva.   Algo inquiridor que traz à luz do dia, mais do que o sofrimento do negro em tempo escravocrata, o seu potencial criativo e de valor. Uma compreensão intrínseca em busca da necessidade de uma nova dialética. Uma temática capaz de destacar o papel do negro na história do Brasil, sem perder de vista a relação carinhosa com quem ele – o menino Carlito – soube compartilhar seus momentos de solidão, com sua babá.

Enfim, uma exposição capaz de integrar pessoas, promover a leitura de livros e de promover boas discussões além de valorizar o espaço físico do Museu do Tropeiro, que vale a pena prestigiar.  

11733700_785570088208955_1578891731_o                                                                                                                                                                                                 

por José Norberto

comentários