A política, a quê ou quem serve?

Por Mauro Andrade Moura
2012 tivemos eleições municipais, muitas promessas e contra promessas de lado a lado.
Em Itabira a maioria de uma antiga coligação migrou para uma nova coligação, aproveitando o “avant première” do candidato que persistia em vencer a eleição e agora comandando o município, mantendo, assim, uma babel de interesses difusos e não administráveis.
A experiência de doze anos anterior havia sido traumática e das promessas das campanhas de 2004 e 2008, nem dez por cento delas foram executadas e agora temos um espectro horroroso do por vir indesejável a todos nós eleitores, principalmente aos que votaram na coligação vencedora de 2012.
No descompasso do malfeito, notadamente a Câmara Municipal de Vereadores mantêm-se indolente nas questões a que lhe tange, principalmente na fiscalização do executivo.
Sem apresentar nada de tangível aos itabiranos e no limiar de 2013, foi-nos apresentada uma ingrata surpresa das benesses aos vereadores, passando por aumento de valores dos subsídios a serem auferidos por eles, bem como o indesejável aumento de cargos comissionados, inchando ainda mais a folha salarial municipal.
Sabemos todos que os dois anteriores prefeitos municipais foram cassados em 1ª Instância, devem ter recorrido da sentença do crime de abuso de poder econômico e compra de votos com o dinheiro público, sendo que nada foi feito contra estes dois por parte dos vereadores.
As contas da administração que encerrou seu mandato em 2004 devem estar paradas no Tribunal de Contas, da administração encerrada em 2008 já deve ter sido encaminhada àquele Tribunal e a que encerrou em 2012 ainda terá de ser votada a sua aprovação ou não pelos atuais vereadores municipais.
Contudo, contamos com a efetiva atuação destes vereadores a fim de esmiuçarem estas contas de 2009/2012, apurarem os enganos e assim não nos desenganem das notícias mal ditas de corrupção que circulavam por todos os cantos da cidade, porém ninguém aventurava-se a afirmar, peremptoriamente, estas denúncias.
Havendo esta real liquidação das contas do erário municipal, os atuais vereadores poderão dizer a quê vieram e também darão o novo tom ao atual prefeito e os demais que virão no cuidado com o nosso dinheiro.

comentários