Pousadas em Tiradentes registram cancelamentos por conta do coronavírus

A epidemia de coronavírus tem causado o cancelamento de eventos mundo afora e, de tabela, impacta a cadeia econômica das cidades. Em Tiradentes, na região do Campo das Vertentes, o adiamento, por tempo indeterminado, do Festival de Fotografia, que teria início na próxima quarta-feira (18), já afeta o setor de turismo da cidade. Algumas pousadas vêm registrando cancelamento das reservas. Há quem esteja apreensivo com a indefinição sobre a evolução da epidemia e como ela vai impactar nos negócios.

É o caso do empresário Fabiano Pinto, proprietário da Pousada Villetto, que precisou adiar a reinauguração do empreendimento. Ele iria reabrir as portas na próxima terça-feira (17), mas teve 100% das reservas canceladas. “Estávamos com 15 reservas para o festival de fotografia, e assim que informaram do cancelamento do evento, as hospedagens também foram canceladas. Tivemos um prejuízo de aproximadamente R$ 10 mil”, explica o empresário.

Ele e o sócio investiram R$ 60 mil para transferir a estrutura da pousada para o novo espaço. “Antes éramos um hostel, funcionando numa casa com três quartos. E agora estamos numa (estrutura de) pousada, com 15 quartos”, conta, explicando que o novo imóvel é alugado. “Viramos uma pousada para atender melhor o público, e vem o coronavírus e dá uma rasteira na gente”, lamenta. Para tentar driblar a falta de hóspedes, ele adianta que vão precisar de alternativas. “Temos que ver algo alternativo, porque sem hóspede ficamos sem pé e sem mãos”.

Demissões
Fabiano diz que foram contratados cinco funcionários por conta da reinauguração da pousada. Com o cancelamento das reservas, ele explica que vai precisar adiar a reabertura por uma semana. Se a situação não melhorar, ele não descarta ter que fazer demissões. “Com certeza (vai haver). Se no fim do mês a gente ver que a situação não melhorou, vamos ter que desligar (os funcionários). Pagamos aluguel, e como vamos manter aluguel e funcionário sem estar recebendo hóspedes?”, lamenta.

Semana Santa
No caso da Pousada Quatro Estações, além do cancelamento das hospedagens devido a não realização do Festival de Fotografia, o impacto já acontece a médio prazo e reservas para a Semana Santa, em abril, também estão sendo suspensas. “Tive dois cancelamentos para a Semana Santa e uma mudança para o Corpus Christi”, disse Nilton Júnior, proprietário do estabelecimento. Para a próxima semana, foram oito cancelamentos em virtude do adiamento do festival.

“É grande o prejuízo. Março já é um mês devagar, e acredito que quem não tiver reserva financeira vai começar a ficar devendo. Graças a Deus nós temos alguma reserva e vamos ter que utilizá-la”, ressalta, destacando que, por enquanto, não pensa em adotar preços promocionais para atrair hóspedes. “Mesmo fazendo promoção, se continuar do jeito que está, ninguém vai viajar. Se as autoridades estão pedindo para ficar em casa, acredito que as pessoas não vão viajar para correr riscos”, observa.

comentários