Trabalhadores recusam proposta da Anglo American

Trabalhadores da Anglo American recusam proposta de Participação nos Lucros e Resultados da empresa e provocam nova discussão.

O Metabase Itabira realizou nos dias 3 e 4 de junho as assembleias com os funcionários da Anglo American na cidade de Conceição do Mato Dentro. Prestigiada por 1099 trabalhadores, a assembleia foi conduzida pelo presidente do sindicato André Viana que esclareceu aos funcionários os motivos que deveriam reprovar (e foi) a proposta apresentada pela empresa. André disse estar concordar com a reprovação pelos trabalhadores: “Números da empresa apresentam que a produção de minério de ferro do Minas-Rio atingiu 4,9 milhões de toneladas no primeiro trimestre desde ano, ou seja, um crescimento de 61% em relação ao mesmo período de 2018, quando havia extraído 3 milhões de toneladas. Isso não é motivo para uma PLR melhor?”. Questionou o presidente do sindicato. “Nós lutamos pela licença ambiental da Etapa 3 para possibilitar o acesso ao minério de melhor qualidade e entendemos que o trabalhador merece seu reconhecimento por produzir mais, porém, apresentaram-nos um cálculo de PLR que não reflete o esforço da categoria”.

Ainda de acordo com André, os números da empresa apontam uma previsão de que a produção total do ano fique entre 18 milhões e 20 milhões de toneladas de minério de ferro. “As assembleias estão sendo prestigiadas pelo trabalhador, eles estão mais atentos e percebendo que merecem mais consideração, mais respeito e reconhecimento da empresa. O “chão de fábrica” tem de ser mais respeitado pelo alto escalão da mineradora, afinal, são eles que produzem, batem recordes, fazem da Anglo uma grande empresa.” André Viana alertou para outro ponto que fizeram com que os trabalhadores rejeitassem a proposta: “Ao pessoal do operacional foi oferecido 4,2 salários e aos chefes, que já possuem salários altos ofereceram 5,2 salários, quer dizer, com esse descalabro a empresa não poderia enfrentar outra resposta que não fosse a reprovação de sua proposta”. Finalizou

De acordo com Wallison Ferreira “Docim”, diretor da instituição, o próximo passo será comunicar à empresa a rejeição dos trabalhadores à proposta e reiniciar as negociações: “O trabalhador deixou bem claro nesta assembleia que não está satisfeito com o modelo de cálculo apresentado, principalmente pela diferença dos prêmios entre os chefes e a “peãozada”, o recado foi dado. Vamos sentar à mesa novamente e rediscutir esses cálculos. A voz dos trabalhadores tem de ser respeitada e assim será”. Concluiu. Estima-se que 500 trabalhadores itabiranos fazem parte do quadro de funcionários da Anglo American.

Resultado das votações:

Sim: 429 
Não: 653
Abstenções: 9
Brancos: 6
Nulos: 2

comentários