‘Arte Salva’: governo de MG lança programa de apoio a artistas durante pandemia

O governo de Minas Gerais lançou, nesta segunda-feira (1º), o programa “Arte Salva”, de apoio aos artistas durante a pandemia. Segundo o governador Romeu Zema (Novo), categoria é uma das mais afetadas pela crise do coronavírus.

“Não estamos falando dos artistas famosos, que representam talvez menos de 0,5% da categoria. Falamos de pessoas que trabalham no circo, nas ruas, que vão a bares e a casas de shows e fazem performance. Com o advento da pandemia, essas aglomerações ficaram suspensas, e esses artistas foram muito afetados. Temos ainda artesãos que dependiam de atividades turísticas. O que estamos propondo, neste momento, é manter essas pessoas com certa dignidade “, disse Zema.

O secretário Cultura e Turismo, Leônidas Oliveira, explicou que serão publicados três editais, de R$ 2,5 milhões cada, voltados para profissionais como músicos, dançarinos, artesãos e guias de turismo. O primeiro deve ser divulgado já nesta terça-feira (2).

O governo informou ainda que a maior parte do recurso vem de doações do setor privado, com a participação de mais de 60 instituições.

Ainda de acordo com Leônidas Oliveira, o programa é apartidário, sem discriminação de religião e sem discriminação ideológica.

“Esperança e solidariedade para aqueles que estão precisando. Através da arte, trazer salvação para essas pessoas”, definiu a secretária de Desenvolvimento Social, Elizabeth Jucá. A pasta mapeou pelo menos 30 mil famílias de povos e comunidades tradicionais que estão passando necessidade.

comentários