COVID-19: Impactos na coleta e destinação do lixo

É de extrema e urgente utilidade pública esclarecer que recolhimento dos resíduos separados pela população como recicláveis continuam sendo recolhidos normalmente pela empresa Itaurb conforme cronograma estabelecido.

No entanto, atendendo à Recomendação Conjunta nº 1/2020/MPT/MPMG, durante o período da pandemia de covid-19 e como forma de preservar a saúde dos colaboradores do Centro de Triagem da Itaurb, os resíduos recicláveis não estão sendo triados (separados) no Centro de Triagem. Este material, quando tratado é diretamente manuseado pelos colaboradores e sob o cenário atual de pandemia oferece elevado risco de contaminação. Deste modo, os resíduos recicláveis descartados estão sendo dispostos no aterro sanitário de Itabira, que fica localizado na comunidade de Borrachudos.

Lembrando que este aterro sanitário teve a sua licença de operação revalidada no dia 24 de abril de 2020  com validade até 24 de abril de 2030.

Durante esse período de restrições impostas pelo enfrentamento à disseminação do novo coronavírus a equipe do Centro de Triagem está atuando nas frentes de capina e varrição da Itaurb.

O QUE MAIS MUDOU DEVIDO À COVID-19

Durante o estado de pandemia e atendendo à Recomendação Conjunta nº 1/2020/MPT/MPMG, mais de 30% do quadro de empregados efetivos da Itaurb está em casa (grupos de riscos, idade acima de 60 anos e outros).

Para continuar prestando um serviço de coleta dos lixos e resíduos com boa qualidade em na cidade, foi celebrado um contrato de 4 meses entre a Itaurb e a construtora Hura, para auxiliar no recolhimento dos materiais gerados.

DESTINAÇÃO DE RESÍDUOS HOSPITALARES

Os resíduos de serviços de saúde do município são recolhidos e destinados de forma ambientalmente correta através do contrato 017/2016 celebrado entre a Itaurb e a empresa Oxigás Resíduos Especiais Ltda, através do qual são feitos os recolhimentos dos resíduos gerados nas UBS´s, CAPS´s, CEO, SAAE, Almoxarifado de Medicamentos, SMS, SAMU, Necrotério, Farmácia Municipal, UPA, Asilo, SAMU, Canil Municipal, Corpo de Bombeiros, Centro Viva a Vida e outros (docto em anexo).

Posteriormente esses resíduos são destinados para o tratamento final conforme determinam as legislações ambientais e de vigilância sanitária aplicáveis.  Por isso, não existe risco de contaminar os níveis freáticos devido à destinação ambientalmente correta.

CLIQUE AQUI PARA VER A TABELA DE MEDIÇÃO

comentários