Integrante do PCC em Minas é morto após troca de tiros com a Polícia Civil

O suspeito estava condenado a 70 anos de prisão e tinha fugido do sistema prisional; a mulher dele foi presa

Drogas e munições apreendidas
Foto: Polícia Civil / Divulgação

Um homem de 36 anos, suspeito de integrar a organização criminosa Primeiro Comando da Capital, o PCC, foi morto após uma troca de tiros com a Polícia Civil em Araçuaí, no Vale do Jequitinhonha, neste domingo (20). O suspeito estava condenado a 70 anos de prisão e tinha fugido do sistema prisional.

Ao ser abordado, o homem trocou tiros com a Polícia Civil, foi atingido e morreu. De acordo com a Polícia Civil, após uma investigação de três meses foi deflagrada a operação. Além do suspeito, a mulher dele, também de 36 anos, também é suspeita de participar da organização criminosa e de tráfico de drogas. Ela foi encaminhada ao sistema prisional.

Foram apreendidos com o casal um revólver, 36 munições e 13 estojos deflagrados, todos calibres 38; uma escopeta e 22 munições calibres 12; plantas de maconha; 175 gramas de pasta base cocaína; 4.500 pinos para embalar cocaína; quatro rolos de cordéis detonantes – material explosivo-; 12 espoletas elétricas e um aparelho celular.

O TEMPO

comentários