Prefeitura de Itabira iniciará inquérito epidemiológico para avaliar evolução da covid-19

A partir de segunda-feira (13), a Prefeitura de Itabira, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), inicia o inquérito epidemiológico para mensurar a evolução do novo coronavírus na cidade. Ao todo, 9.408 testes rápidos serão realizados em uma população escolhida por sorteio, abrangendo todas as regiões do município.

Os testes são viabilizados em parceria com a Vale e tem entrega acertada para sexta-feira (10). O planejamento contempla a realização de 2.352 testes por ciclo – serão quatro, ao todo – com intervalos de 15 dias. A primeira rodada ocorre entre 13 e 17 de julho.

O público-alvo selecionado, por meio eletrônico, será contatado por cada uma das 32 equipes do Programa Saúde da Família (PSF) de referência. Grupos de risco, como idosos e pessoas com comorbidades, serão testados em casa (os demais poderão ser chamados para realizarem o teste na unidade de saúde). Ao menos 10 veículos serão empenhados nas testagens in loco e mais 13 enfermeiros foram mobilizados para reforçar o trabalho das equipes.

“Cada unidade de saúde atende um território de aproximadamente quatro mil pessoas. Faremos a testagem em amostras randomizadas, incluindo todos os grupos etários. No término do inquérito, saberemos como está o ritmo de propagação do vírus”, explica Rosana Linhares, secretária municipal de Saúde.

Para que o inquérito epidemiológico alcance os resultados desejados, a SMS conta com o apoio da população. A titular da pasta pede colaboração da comunidade com os profissionais de saúde e, caso a pessoa seja escolhida, que realize o teste rápido.

Como citado por Linhares, a iniciativa permitirá avaliar a curva do contágio, acompanhar a evolução da doença e adotar ou reavaliar medidas mais adequadas ao enfrentamento da pandemia.

Subnotificação reduzida

Para ampliar a detecção do novo coronavírus em Itabira, a Prefeitura adquiriu anteriormente 10 mil kits de testes rápidos para covid-19, aprovados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Os testes são aplicados desde o mês de maio nas pessoas que apresentam quadro de síndrome gripal há mais de sete dias. A testagem é feita por profissionais da Vigilância Epidemiológica ou no Pronto-Socorro Municipal de Itabira no indivíduo notificado como suspeito da doença. “Aplicamos hoje entre 80 e 100 testes por dia. Aproximadamente 13% da população de Itabira já foi testada”, estima a secretária de Saúde.

comentários