TRE esclarece que votação de 7h às 10h não é exclusiva para idosos, mas preferencial

Informações conflituosas que circulam nas redes sociais levaram o Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (TRE-MG) a informar, neste sábado (17), que o horário de votação das 7h às 10h, nas próximas eleições – com primeiro turno em 15 de novembro e segundo no dia 29 do mesmo mês – não será exclusivo para idosos, mas preferencial para eleitores que tenham acima de 60 anos. O coordenador de Comunicação do TRE-MG, Antônio de Faria Neto, lembrou que os idosos, por lei, têm preferência, de qualquer forma, mas, neste caso, significa que eles serão colocados sobre todas as prioridades.

“Por exemplo, se tivermos, na fila de votação, entre 7h e 10h, uma mulher grávida e um idoso, a prioridade será do idoso. Se tivemos uma pessoa com mobilidade reduzida e um idoso, vamos priorizar a votação pelo idoso”, explicou Faria Neto, lembrando que os idosos fazem parte do grupo de risco da Covid-19.

A orientação de estabelecer o horário entre 7h e 10h como prioritário para receber os votos dos idosos foi estabelecida pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), no Plano de Segurança Sanitária das Eleições Municipais de 2020, e incorporada às normas eleitorais por meio da Resolução 23.631/2020. A votação, aliás, ressalta Antônio de Faria Neto, foi antecipada em uma hora – normalmente, começa às 8h -, para que se tente evitar aglomerações.

Sem impedimento

Apesar dessas recomendações, ressalta o TER-MG, nenhum eleitor será impedido de votar das 7h às 10h, devendo apenas respeitar a prioridade estabelecida pelo TSE para os idosos. Além disso, os eleitores que tenham a partir de 60 anos não precisam ficar restritos ao horário das 7h às 10h. Eles poderão votar em qualquer momento, no período das 7h às 17h, em que durará o dia de eleição.

Antônio de Faria Neto admitiu que essa iniciativa, de dar prioridade à votação pelos idosos entre 7h e 10h, não tem uma unanimidade. “Temos recebido críticas, tem gente que acha que pode haver aglomeração de idosos. Mas o mais importante é o eleitor saber que o TSE e o TRE estão tomando todas as medidas para que haja o mínimo risco de contágio. E que todos compareçam para votar usando máscara, procurem evitar aglomeração e respeitar o distanciamento social”, ressaltou o coordenador de Comunicação do TRE-MG.

Eleitorado

Dados do TRE-MG apontam que 16 milhões de eleitores mineiros estão aptos a ir às urnas para escolher os prefeitos dos 853 municípios do Estado e 8.490 vereadores, com a ajuda de mais de 177 mil mesários e 52.500 profissionais de apoio e colaboradores. Quase três mil servidores da Justiça Eleitoral e 300 juízes e desembargadores estão envolvidos na organização da votação, segundo o TRE-MG.

Hoje em Dia

comentários