Vale informa sobre a barragem Xingu do Complexo Mariana

Estrutura interna localizada na Mina Alegria foi reclassificada conforme legislação vigente e acionado o nível 2 de emergência do PAEBM

A Vale informa que a estrutura Xingu, localizada na Mina Alegria, no Município de Mariana-MG, que até o momento era considerada como empilhamento drenado, com a recente evolução de estudos geotécnicos, foi reclassificada para barragem a montante. A mudança já foi reportada aos órgãos reguladores.

Com a Resolução nº 13/2019 da Agência Nacional de Mineração (ANM), Xingu passou a atender as mesmas obrigações normativas das barragens alteadas pelo método a montante. Desde então, a Vale procede com todos os critérios definidos pela norma para o monitoramento e controle desse tipo de estrutura.

Nesse contexto de evolução do conhecimento da estrutura, a barragem teve o nível 2 de emergência do seu Plano de Ação de Emergência de Barragem de Mineração (PAEBM) declarado nesta terça-feira, 29. Essa decisão é resultado de estudos geotécnicos conduzidos pela Vale junto com empresa especializada e, apesar de não terem sido identificadas alterações físicas na estrutura, optou-se pela elevação de nível até que novas investigações sejam realizadas.

A Zona de Autossalvamento (ZAS) da Barragem Xingu está localizada em área interna da Vale e, por isso, todas as atividades até então realizadas nesse local foram direcionadas para outra unidade.

A Barragem Xingu teve a disposição de rejeitos encerrada em 1998. A estrutura é monitorada e inspecionada diariamente por equipe técnica especializada e será descaracterizada de acordo com as normas vigentes.

comentários