Vale inicia protocolo de emergência em diques de Catas Altas e Barão de Cocais

A Vale informou também que outras quatro barragens, também na região Central de Minas, tiveram as declarações de estabilidade negadas

A Vale iniciou, nesta quarta-feira (2), o protocolo de emergência em nível 1 dos diques que Paracatu, na mina Fazendão, em Catas Altas, e o dique Patrimônio, na mina Gongo Soco, em Barão de Cocais, ambas na  região Central de Minas Gerais. As duas tiveram as declarações de estabilidade negadas. 

O protocolo de emergência nível 1 não requer que os moradores da área de risco deixem o local e nem há necessidade de que as sirenes sejam tocadas. Ele significa uma prontidão em relação a situações adversas na estrutura e que podem ser corrigidos pela empresa.

A Vale informou também que outras quatro barragens, também na região Central de Minas, tiveram as declarações de estabilidade negadas, mas elas já  estavam no nível 1 de emergência, por segurança. 

Veja quais são elas:

Barragem Área IX, na mina de Fábrica, em Ouro Preto
Barragens 6 e 7A, na mina das Águas Claras, em Nova Lima
Barragem Borrachudo II, na mina Cauê, em Itabira

comentários